Veja dicas para comprar um carro em leilão

Pode ser um bom negócio, mas é preciso tomar alguns cuidados

 

Foto: Divulgação

Em tempos de crise é sempre bom aproveitar a chance de economizar e os carros de leilão são uma boa opção. Listamos algumas dicas para você se dar bem nessa empreitada.

Achou um? Compare os preços!

É sempre importante deter algum conhecimento de mercado, e o primordial é saber quanto custa o seu carro na mercado comum, fora dos leilões. Assim você não corre o risco de dar um lance com valor próximo do que é pedido pelo veículo usado e mantém a margem de vantagem no preço. Os carros de leilão são de 20% a 30% mais baratos.

E esse leilão, é quente?

Se você desconfiar do leilão em que está entrando, não hesite em solicitar ou procurar a regulamentação do leiloeiro em questão no edital público.

Condições do carro

Você nunca poderá ligar o carro antes do leilão. O máximo que dá para fazer é olhá-lo por dentro e por fora. Normalmente eles estão sujos e com aspecto de abandono. Mas não é isso que interessa e sim se o valor pedido é condizente com o de mercado menos 20% ou 30%. Não se assuste.

Garantias

Algumas características (boas e ruins) já vêm na descrição do modelo, mas é importante você comprar de um leilão que dá a opção de uma avaliação terceirizada de preço. Se puder, leve com você um especialista em mecânica e funilaria para que as supresas desagradáveis não apareçam apenas depois do cheque assinado.

Formas de pagamento

O chamado "custo da oportunidade" dos leilões requer que você tenha grana na mão para pagar à vista. Não é possível financiar em parcelar a compra de um carro em leilões.

Pagou, levou? Ainda não.

Além de bancar o carro e algum outro custo (como dias em que ficou em pátio público ou particular, multas e transporte de guincho) à vista há 5% de comissão sobre o valor do carro para o leiloeiro. Ao fim da operação ainda há os custos de passar a documentação para o seu nome.   

Compartilhe esse conteúdo



Comentários