Usado da Semana: Nissan Sentra SL 2014

O Sentra é um sedã correto e com tecnologias semelhantes às dos sedãs de R$ 90 mil vendidos hoje 

Fotos: Divulgação |

 

A sétima geração do Sentra passou a ser importada do México em outubro de 2013, sucedendo o carro que ficou famoso por “não ter cara de tiozão”. No entanto esse tem, mas resolve muito bem as questões de espaço interno e estilo de gosto duvidoso que pairavam sobre o carro até então. Equipado com câmbio automático CVT aliado ao motor 2.0 16V flex de 140 cv, ele está longe de empolgar, mas cumpre bem o seu papel de carro para todas as horas.

Seu porta-malas com 503 litros é, ainda hoje, maior que os de Corolla e Civic e o espaço no banco traseiro lembra o de sedãs executivos. Outras vantagens do Sentra se concentram no seu bolso. Apesar de ser um pouco beberrão com etanol (média de 8,6 km/l) as revisões de 30.000 km e de 50.000 km, por exemplo, custam apenas R$ 460, preço de carro de entrada. Ele também vem de série com ar-condicionado digital, central multimídia com GPS e LEDs nos faróis de série. Uma unidade 2014 pode ser encontrada por algo em torno de R$ 52 mil.

Nissan Sentra

FIQUE LIGADO

*O Sentra não traz regulagem de profundidade do volante, nem borboletas para as trocas de marchas atrás volante, nem na alavanca de câmbio.

* Ele vem com airbags frontais e laterais de série, além de controle de tração e estabilidade. Os retrovisores retráteis eletricamente são mais um mimo da versão topo de linha

+ Espaço interno, suspensões, porta-malas, itens de série, GPS 

- Consumo de combustível, câmbio CVT pouco ágil, liquidez

RG DO CARRO

Motor: Dianteiro, 4 cilindros, 2.0, 16V, flex

Potência: 140 cv a 5.100 rpm

Torque: 20 mkgf a 4.800 rpm

Transmissão: Automática CVT, tração dianteira

Porta-malas: 505 litros

IPVA: R$ 2.200

Compartilhe esse conteúdo



Comentários