Usado da Semana: Mitsubishi Lancer 2012

Sedã médio fabricado no Japão pode ser alternativa a Civic e Corolla

Fotos: Divulgação

Quando o assunto é sedã médio japonês existe um universo paralelo chamado Mitsubishi Lancer. Tem nome – a versão esportiva Evolution brilhou em ralis por anos –, mas não a mesma fama de Civic e Corolla. É por isso que o Lancer GT 2012, versão topo de linha, custa hoje R$ 45 mil, o mesmo que as versões de entrada dos outros dois no mesmo ano.

A lista de equipamentos é interessante, com direito a rodas aro 18”, piloto automático, sensores de chuva e luminosidade, sete air bags, teto solar  e central multimídia com GPS e DVD. Os modelos mais caros têm faróis bixênon e retrovisor fotocrômico de série.

O que não muda entre as versões é o motor 2.0 a gasolina de 160 cv e 20 mkgf de torque, sempre combinado ao câmbio do tipo CVT que simula seis marchas com trocas sequenciais por aletas atrás do volante. O desempenho é bom, mas o consumo médio de 9,5 km/l poderia ser melhor. Em compensação, a dirigibilidade é o ponto forte. Revisões têm preços fixos na média e feitas a cada seis meses.


FIQUE LIGADO

Quente: aquecimento do câmbio CVT fez a Mitsubishi instalar radiador de óleo extra em alguns carros. Procure unidades que tenham isso.

Freios: barulhos são comuns. Solução costuma ser aperto nas pinças de freio.

+ Apesar desta geração já ter quase 10 anos, ainda tem design bastante atual

- A suspensão firme e os pneus finos não fazem dele um carro confortável

RG DO CARRO

Motor: Dianteiro, 4 cilindros em linha, 2.0 16V, a gasolina, aspirado

Potência: 160 cv a 6.000 rpm 

Torque: 20 mkgf a 4.200 rpm 

Transmissão: automática CVT de seis marchas

Porta-malas: 430 litros

IPVA: R$ 2.140

Compartilhe esse conteúdo



Comentários