Usado da Semana: Honda HR-V EXL 2016

Passados dois anos do lançamento, ele desvalorizou pouco e pode ser uma alternativa ao 0km

 

Por João Anacleto // Fotos: Divulgação

Foram seis meses de fila de espera por ele. No caso da versão EXL, a mais cara do HR-V, passados quase nove meses do lançamento, ainda havia consumidores dispostos a esperarem 30 dias por uma unidade. Mas o SUV da Honda não foi um fenômeno apenas entre os carros novos. Dois anos após o lançamento (março de 2015), ele é um dos carros mais cobiçados também do mercado de seminovos. Na época de sua chegada, os primeiros compradores pagaram exatos R$ 88.700 por um desses, preço que subiu a R$ 92.700 apenas 6 meses depois.

Hoje, em alguns casos você encontra o mesmo modelo por R$ 90 mil. O preço médio é de R$ 88.500, R$ 200 a menos sem descontar a inflação, e nada indica que ele vá baixar. Se você precisa de um bom carro, com liquidez e as mesmas especificações e desenho do modelo novo, essa é a escolha certa. A EXL se diferencia das outras versões pelos bancos de couro, ar-digital, central multimídia com monitor tátil e maçanetas cromadas. O motor de todas as versões desde o lançamento é o 1.8 16V de 139 cv (E), assim como o câmbio CVT. A versão EXL 2017 sai por R$ 101.400.


FIQUE LIGADO

Recall: Veículos fabricados entre março e setembro de 2015 têm de fazer recall para reapertarem ou substituírem os parafusos dos cubos das rodas traseiras

O HR-V não tem estepe convencional, apenas de uso temporário. As revisões a partir de 40 mil km ficam bem mais caras

+ Liquidez, baixa desvalorização, espaço interno, porta-malas, confiabilidade

- Suspensão traseira dura, consumo elevado, preços das revisões, preço elevado

RG DO CARRO

Motor: Dianteiro, 4 cilindros, 1.8 16V aspirado, flex

Potência:139 cv a 6.300 rpm

Torque: 17,4 mkgf a 5.000 rpm

Transmissão: Automática CVT

Porta-malas: 431 litros

IPVA: R$ 3.540

Compartilhe esse conteúdo



Comentários