-->

Usado da Semana: Honda CR-V 2013

Primeira versão flex do SUV da Honda atrai pelo preço e pelo espaço interno

Por João Anacleto // Foto: Divulgação

A capacidade de beber etanol demorou para chegar aos SUVs médios. O CR-V só conseguiu em março de 2013 ano em que foi o 10º SUV mais vendido do Brasil. E esse modelo, já reestilizado, na versão LX com câmbio automático (a transmissão manual não era mais oferecida) e tração dianteira era a porta de entrada para esse novo mundo. O espaço interno imenso, a boa lista de equipamentos e a confiabilidade do conjunto mecânico com motor 2.0 de 155 cv e câmbio automático de 5 marchas, herdados do Civic nacional, subiram seu patamar à época, algo que se manteve até hoje entre os usados.

Carros concorrentes deste período, como Chevrolet Captiva e Hyundai ix35, hoje são encontrados por preços R$ 10 mil mais em conta nas versões de entrada. Isso também porque foi em 2013 que a marca começou a sofrer com a limitação de importação de carros para o México o que baixou bem a demanda, mas manteve a sua procura.

FIQUE LIGADO

Olho no ponteiro: os carros ano modelo 2013, incluindo esta versão flex passaram por um recall simples, para a substituição do sensor de medição do nível de combustível do tanque.

Os valores de manutenção não são um problema para o dono de CR-V até os 40.000 km. A partir daqui a revisão sai por aproximadamente R$ 1.100 e aos 60.000 km chega nos R$ 1.300.

+ Espaço interno, porta-malas, confiabilidade, itens de série. É um dos poucos SUVs médios flex 2013.

- Desempenho de carro 1.0, câmbio automático não tem trocas sequenciais

RG DO CARRO

Motor: dianteiro, 4 cilindros em linha, 2.0, flex

Potência: 155 cv a 6.300 rpm

Torque: 19,5 mkgf a 4.800 rpm

Transmissão: automático com 5 marchas

Porta-malas: 589 litros

IPVA: R$ 3.200

Compartilhe esse conteúdo



Comentários