Evite comprar por impulso!

Veja dicas para fazer um bom planejamento antes de comprar o seu veículo

Fotos: Shutterstock | Texto: Redação | Adaptação Web: Rodrigo Sodré

Vale para qualquer mercadoria, mas, oras, carro não é uma mercadoria qualquer – é um investimento bem mais alto. Assim, evite a todo custo a compra por impulso. Tudo bem que há um forte componente emocional na hora de fechar negócio, porém, se você ainda não se decidiu por um modelo específico, primeiro dê uma verificada na sua conta bancária. A melhor forma de comprar é à vista ou com a maior entrada possível. Lembre-se que um carro gera outros custos, como licenciamento, IPVA, seguro, gasolina e estacionamento. Portanto, tenha uma reserva entre 10% e 15% do valor do veículo antes de decidir. Vale colocar na ponta do lápis todos os custos. No caso dos pagamentos anuais (como impostos
e seguro), divida o valor por 12 para ver quando as prestações vão pesar no seu bolso.

Ao chegar à concessionária, não fique “babando” em um carro. Tudo bem que o velho ditado de “quem desdenha quer comprar” é batido, mas banque o displicente. Você não dá muita bola para o carro último tipo ou sabe que um modelo passará em breve por mudanças? Então, barganhe, e muito! Coisa de 10% a 20% do valor sugerido na concessionária. Por fim, se não quiser perder dinheiro, saiba que a maior desvalorização de um veículo se dá logo que ele sai 0 km da concessionária. Para fugir da perda, pode compensar adquirir um seminovo, com um ou dois anos de uso.

Compartilhe esse conteúdo



Comentários