Cuidados mínimos evitam gastos e mantêm seu carro sempre novo

Confira algumas dicas que ajudam a evitar gastos desnecessários e ainda aumentam o valor na hora da revenda

Fotos: Divulgação |

Ter um carro significa separar uma parte de seu salário todos os meses para gastos como financiamento, seguro, combustível e estacionamento. Eventualmente, ainda entram nas contas os custos com manutenção. Mas algumas atitudes podem minimizar isso.

Como uma reação em cadeia, se algo está errado com um item, ele certamente afetará outro negativamente. Evitar que isso aconteça significa economia a longo prazo. É o combustível que você deixa de gastar, o pneu que dura mais alguns quilômetros e os freios que desgastarão em menos tempo. Lá na hora de revender, ele estará valorizado. Fique atento nas dicas.

PRESSÃO CORRETA 

Verifique a pressão dos pneus toda semana, se possível. Manter a pressão indicada pelo fabricante diminui o consumo, aumenta a durabilidade dos pneus, melhora o desempenho e reduz o desgaste de freios e suspensão.

CERINHA 


Não faça polimento ou cristalização em carro novo. Tudo que ele precisa para brilhar é de cera a cada dois meses. Assim, prolonga-se o brilho natural da pintura e evita-se desgaste desnecessário do verniz protetor.

VISÃO PERFEITA 

Palhetas dos limpadores de para-brisas velhas não são tão eficientes e arranham os vidros. Trocá-las aumenta a segurança e evita futuro polimento do vidro.

USE FREIO MOTOR 

Explorar as reduções de marcha para reduzir a velocidade do carro é uma boa forma de evitar aquecimento e desgaste dos freios. Em carros automáticos, que dependem mais dos freios, isso pode ser feito pelas trocas sequenciais ou simuladas, ativando o modo Sport.

REVISÃO NA HORA CERTA 


Revisões programadas feitas no tempo certo mantêm a garantia e o motor em dia. São trocadas peças  de desgaste natural fundamentais, evitando maiores danos e reparos mais caros durante a vida útil do veículo.

FLUÍDOS NO NÍVEL 


Cheque o nível do óleo do motor e do líquido do arrefecimento a cada duas semanas. Sem água, o motor aquece até empenar o cabeçote. Sem óleo, todos os componentes do motor sofrem muito atrito, esquentam e fundem-se.

SEM VÍCIOS


Ponto-morto antes de parar ou esquecer o pé na embreagem são vícios errados que, repetidos, diminuem a vida útil de embreagem e freios.

BOM COMBUSTÍVEL


O uso contínuo de combustível adulterado diminui a potência do motor e a durabilidade de suas peças. A queima não é correta e deixa resíduos

Compartilhe esse conteúdo



Comentários