Hyundai Creta Picape

Por João Anacleto // Projeções: João Kleber Amaral

“As picapes são os SUVs de amanhã”. Essa frase não é só de um executivo, designer ou engenheiro de fabricante de automóveis. A aspa é de todos, ou quase todos os manda-chuvas da indústria vislumbram e já aplicam uma ordem de investimentos no mercado de picapes para os próximos 5 anos, comparável à que o segmento de SUVs recebeu de 2010 para cá. E não apenas entre os modelos grandes. Renault Oroch e Fiat Toro, pela ordem, puxaram esse fio e ele parece ser mais longo do que se imagina.

“A Hyundai está decidida a entrar no segmento de picapes no mundo inteiro. E no Brasil isso foi um pedido da própria cúpula da empresa, só falta oficializar. Mas não será com a Santa Cruz (picape grande lançada durante o Salão de Detroit 2015 nascida para brigar com Hilux e S10)”, comenta uma fonte da empresa no Brasil. Segundo apuramos, o projeto Creta STC (significado de Sport Truck Concept) apresentado durante o Salão do Automóvel de São Paulo, deverá ser produzido com outro nome no Brasil ao fim do 1º semestre de 2018, e lançado durante o próximo Salão no mesmo ano.

O projeto, desde o início, contou com alguns pitacos de designers brasileiros, e a segunda parte de testes e desenvolvimento também será compartilhada entre a equipe da fábrica de Piracicaba, SP, e Seul, na Coreia do Sul. Nas nossas projeções tiramos o espectro futurista do Creta STC, deixando-o mais próximo do que será na vida real e das linhas atuais da Hyundai. A unidade do interior de São Paulo será o palco da fabricação do modelo “A picape usará a mesma plataforma do Creta, compartilhada do Elantra, que é a mais versátil que existe em nossa linha”, confirma a fonte.

Hyundai Creta Picape

FÁBRICA

Versatilidade para pode usar motores do SUV, tanto o 1.6, em um suposta versão de cabine simples com três portas, e com motor 2.0 flex de 167 cv, para uma opção de cabine dupla. O Creta também pode ser equipado com tração integral e motor diesel, o que deixa o terreno em condições ideais para uma picape. Pelo que se pôde ver do Creta STC, o utilitário terá traços mais agressivos e uma ligeira diferenciação de largura da carroceria em comparação com o SUV de origem.

Ainda segundo a fonte, no ano que vem, a Hyundai brasileira deve anunciar um plano de expansão da fábrica, para conseguir produzir a picape do Creta. Funcionando em três turnos na produção da família HB20 e do Creta, e produzindo ao ritmo de 160 mil unidades anuais, a unidade comporta só mais 20 mil veículos produzidos por ano. “A intenção com a ampliação é chegar à capacidade de 230 mil carros por ano”, destaca.

Hyundai Creta Picape