fechar X
Assine

Por Henrique Rodriguez, Diogo Dias e Lucas Litvay  // Fotos: Reprodução Internet

Com o lançamento do Mobi, a engenharia da Fiat já pode se concentrar nos projetos X6H e X6S. O primeiro dará origem a um hatch que vai substituir, de uma tacada só, Palio e Punto. O segundo é a derivação sedã, que entrará no lugar de Grand Siena e Linea. Os dois chegarão em 2017, mas já foram flagrados em testes – e já sabemos muito sobre ambos.

Lançada em 2011, a atual geração do Palio nunca mudou – e olha que a Fiat adora reestilizações. Tudo porque o X6H será, basicamente, um Super Palio. A plataforma é a mesma 326 do atual, mas na configuração usada pelo Grand Siena, com entre-eixos 9 cm mais longo que os atuais 2,42 cm, chegando aos 2,51 m.

É o mesmo entre-eixos do Punto, que sente ainda mais o peso da idade (foi lançado na Europa em 2005 e chegou ao Brasil em 2007). “Ele terá quase 4 metros de comprimento”, antecipa uma fonte. O atual Palio não passa dos 3,88 m.  A mesma base será usada por um novo SUV da Jeep, chamado por enquanto de Jeep Junior, que ficará abaixo do Renegade. Sua tarefa é substituir Palio e Idea Adventure, com direito até a tração 4x4 como opcional. O novo hatch da Fiat também não tem nome definido, mas deverá manter o nome Palio. As versões Attractive e Essence seguem. Não há chance de revisitar o nome Punto.

EM TRÊS VOLUMES

O Grand Siena até vende bem, mas dá para dizer o mesmo do Linea, que nunca passou de coadjuvante em qualquer segmento que ouse atuar. Em vez de trazer um sedã médio agora, a Fiat opta por uma versão esticada do Grand Siena. A ideia é fazer com que o X6S chegue próximo dos 2,60 m de entre-eixos do Linea, o que o aproxima de rivais como Chevrolet Cobalt e Honda City.

QUESTÃO DE ARRUMAÇÃO

Trocar quatro carros por dois pode ser ousado, mas não é impossível. Para isso, tanto o sedã como o hatch terão acabamento melhor e equipamentos bem relevantes, como controles de estabilidade e tração e central multimídia. Na mecânica, trarão o novo 1.3 16V GSE (3 cilindros) com cerca de 105 cv para substituir o 1.4 8V de 88 cv. Os 1.6 e 1.8 E.TorQ continuam, este último ganha opção de câmbio automático de 6 marchas.

Hoje, todas as versões do Palio, exceto a Fire, são fabricadas na Argentina junto com o Siena EL, mas isso mudará em 2017.  A Fiat anunciou investimento de US$ 500 milhões na fábrica de Córdoba para fazer o X6S lá, enquanto o hatch voltaria para Betim (MG). Tudo porque a Fiat espera que ele venda mais que o sedã. 

Leia também
Comente!*