ram 2500

Uma gigante acaba de chegar em nossas ruas - literalmente. Estamos falando da Ram 2500 com seus nada humildes 5,85 m de comprimento, 2,03 m de largura, 1,99 m de altura e 3.279 kg. Tão grande, que esse 'caminhãozinho' pede mais do que a licença "B" para ser dirigido. Para ocupar o lugar entre o banco e o volante o mínimo que você deve ter é uma habilitação "C". 

O nome pode causar estranhamento para quem acompanha o mundo das picapes. Explicamos: o Grupo Fiat promoveu algumas mudanças no Grupo Chrysler, como já vimos. Uma delas foi justamente promover a linha de picapes Ram a uma marca própria. E assim surgiu a Ram 2500, sem o Dodge na frente. 

Tudo na Ram é grande, quase exagerado. Pelo preço de R$ 149.900, por exemplo, você levaria um Audi A4 ou um Honda Accord para casa. Mas certamente com esse valor não há em nosso mercado motor maior do que o da picape. Sob o capô está o gigantesco 6.7 turbodiesel capaz de gerar 310 cv. A responsável por criar esta unidade de força é a Cummins, especializada justamente em ônibus e outros veículos grandes.

E haja torque para mover um bichano. Os 84,6 mkgf são entregues já aos 1.500 rpm, graças a turbina de geometria variável. A transmissão é da ZF, a mesma fabricante alemã que produziu a caixa automática de oito marchas da VW Amarok, mas nesse caso são apenas seis velocidades. Apesar do porte, a Chrysler fala em um consumo médio de 9 km/l em ciclo urbano.

A lista de equipamentos de série traz controle eletrônico de estabilidade, freios com ABS (a potência de frenagem é de 225 cv), seis airbags e outros itens óbvios, como ar, direção, trio elétrico etc. A caçamba, muito importante para os picapeiros, leva 1.628 litros. O segmento de picapes tem cada vez menos espaço.

ram 2500