Toyota Camry

A bruxa tá solta nos EUA e carros estão pegando fogo. Depois do anúncio da investigação dos carros da Jeep que pegam fogo depois de batidas traseiras, agora é a Toyota que entra na mira da NHTSA, órgão norte-americano que cuida da segurança automotiva. Segundo a agência, cerca de 1,4 milhão de veículos da marca japonesa serão investigados por casos de incêndio, culpa de uma suposta falha no design da fiação dos botões que controlam as janelas.

A investigação não é exatamente nova. Cerca de 830 mil Camry 2007 e RAV4 eram investigados desde fevereiro pelo mesmo motivo. A NHTSA recebeu reclamações de casos semelhantes com modelos do sedã produzidos entre setembro de 2006 e agosto de 2008, que possuem o mesmo design dos carros já investigados. Isso levou o órgão a incluir todos os automóveis da Toyota que utilizem o mesmo sistema, passando a cobrir também o Camry e sua versão híbrida, RAV4 e Yaris, modelos 2007 a 2009.

Foram coletadas 161 reclamações de veículos que pegaram fogo ou bateram por causa do defeito, nove deles resultaram em ferimentos ao motorista. A Toyota ainda recebeu 49 veículos na garantia, para consertar "problemas térmicos". Se a NHTSA encontrar defeitos, poderá ocorrer um recall dos 1,4 milhão de veículos nos EUA.