Corvette Z06

Por Jeff Sabatini // Foto: Divulgação

O Chevrolet Corvette Z06 obteve números de desempenho impressionantes graças ao seu V8 sobrealimentado de 6.2 litros e 659 cv. Ele também produz muitos BTUs (sigla para unidade térmica britânica) e um dos efeitos daquele motor cuspidor de fogo é o calor, muito calor, gerado principalmente pela combustão, atrito e compressão do ar admitido.

Estes e outros fatores, como a linha baixa do capô e entradas frontais exigidas pelos estilistas e técnicos em aerodinâmica, contribuem para o complexo gerenciamento térmico encarado pelos engenheiros trabalhando em quase todos os subsistemas variados do carro.

Para garantir que o máximo desempenho seja acompanhado do mínimo risco de falhas, a GM fez análise e simulações de estresse associado ao calor, bem como testes de clima quente no Arizona. Aqui mostramos as diferentes temperaturas dos componentes do Z06.

Corvette Z06[Clique para ampliar]

Tecnologia: a temperatura dos componentes do Corvette Z06

O supercarro da Chevrolet é quente. Literalmente

Por Jeff Sabatini

O Chevrolet Corvette Z06 obteve números de desempenho impressionantes graças ao seu V8 sobrealimentado de 6.2 litros e 659 cv. Ele também produz muitos BTUs (sigla para unidade térmica britânica) e um dos efeitos daquele motor cuspidor de fogo é o calor, muito calor, gerado principalmente pela combustão, atrito e compressão do ar admitido. Estes e outros fatores, como a linha baixa do capô e entradas frontais exigidas pelos estilistas e técnicos em aerodinâmica, contribuem para o complexo gerenciamento térmico encarado pelos engenheiros trabalhando em quase todos os subsistemas variados do carro.

 Para garantir que o máximo desempenho seja acompanhado do mínimo risco de falhas, a GM fez análise e simulações de estresse associado ao calor, bem como testes de clima quente no Arizona. Aqui mostramos as diferentes temperaturas dos componentes do Z06.

 

 

8

Quer melhorar seu tempo na pista? Veja algumas dicas para o traçado ideal

Eis um tutorial para mandar bem na pista

Por Eric Tingwall

Ciente ou não, você aprendeu as regras básicas de como mandar bem na pista no jardim de infância: pegue a linha, mantenha-se nela e siga. E não bata nos outros. Dominar o conceito, contudo, exige a compreensão da física sobre como um pequeno deslize pode afetar negativamente seus tempos de volta. Aqui está o básico para encontrar e manter a linha de pilotagem ideal, conforme demonstrado pelo Chevrolet Camaro Z/28 no Virginia International Raceway, nos EUA.