Citroën DS3

Por Henrique Rodriguez // Fotos: Divulgação

Compacto, com duas portas, motor turbo e pinta de carro premium. Definitivamente, o Citroën DS3 passa bem longe da definição de compra racional, mas pode ser boa alternativa para quem está de olho em um compacto esportivo novo, entre R$ 52 mil e R$ 56 mil. Ou simplesmente para quem procura por algo divertido que caiba no bolso.

As dimensões são parecidas com as do C3, mas o motor é 1.6 THP (turbo com injeção direta) com 165 cv e o câmbio é sempre manual de seis marchas. Para complementar, a direção é bastante direta, os bancos abraçam o motorista muito bem e o acabamento segue o padrão DS – que na época era a divisão premium da Citroën e hoje é marca independente.

Mas nem tudo é perfeito neste hatch. O fato de ser esportivo e Citroën justifica a preocupação maior com a suspensão na hora da compra. Ela é naturalmente firme e bate seco, porém, é preciso verificar todo o conjunto, mesmo em carros pouco rodados (que não são raros), e investigar a origem dos barulhos internos.

Citroën DS3

FIQUE LIGADO

Turbina: peça para seu mecânico checar o estado do turbo. Há relatos de troca da turbina em garantia.

Fusíveis: a tampa da caixa de fusíveis pode aparentar estar solta. Por incrível que pareça, é normal.

+ É rápido, econômico e bastante agradável de dirigir

- A suspensão sofre no Brasil e o modelo não tem central multimídia

RG DO CARRO

Motor: Dianteiro, 4 cilindros em linha, 1.6 16V, a gasolina, turbo

Potência: 165 cv a 6.000 rpm 

Torque: 24,5 mkgf a 1.400 rpm 

Transmissão: Manual de seis marchas

Porta-Malas: 280 litros

IPVA: R$ 2.000