VW Voyage

Publicado na edição nº 49 (jan/2012)

O sedã pequeno da Volkswagen vai enfrentar o bisturi junto com o Gol. Com a nova identidade, o Voyage terá novos faróis, muito parecidos com os do restante da família, em especial com os do Fox. Também terá nova grade dianteira, novos para-choques e lanternas traseiras que, ao contrário das atuais, vão invadir a tampa do porta-malas, como no Jetta e no Passat. Isso deve contribuir para deixá-lo com cara de carro maior. Segundo fontes ligadas à marca, o design da traseira é apontado pelos clientes como um dos pontos negativos do Voyage.

O que a Volkswagen poderia pensar em fazer seria oferecer um nível mais alto de equipamentos. Pelo que o Voyage custa, ele traz muito menos itens de série do que seus concorrentes. Em compensação, ele compartilha plataforma com o Gol, o carro pequeno que melhor se saiu até agora nos testes da Latin NCAP, o que não quer dizer grande coisa, infelizmente. Sem air bags, o Gol recebeu apenas uma estrela, mas com quase o triplo da pontuação do pior carro nacional neste quesito, o Fiat Novo Uno. Com air bags, a pontuação sobe para três estrelas, mas, de novo, voltamos ao conteúdo de equipamentos magro que este Volkswagen oferece. Em segurança, inclusive.

Por mais que a renovação não seja mais do que uma maquiagem, o Voyage ainda tem uma estrutura moderna, que pode ajudá-lo a enfrentar o novo Siena e o restante da concorrência sem muito prejuízo. Mal de vendas, ele não está: é o terceiro mais vendido do mercado, perdendo apenas para Chevrolet Classic, o preferido dos frotistas, e para Fiat Siena.

Nissan Versa

A referência

O Nissan Versa pode não ter o estilo mais bonito do mundo, mas será difícil qualquer sedã pequeno oferecer o mesmo conjunto que ele. A começar pelo motor 1.6 com dois injetores por cilindro, bem econômico com etanol e com desempenho acima da média. O bom espaço interno, devido ao entre-eixos de 2,60 m, e o nível de equipamentos o tornam uma opção superinteressante. O que mata o jogo a seu favor é o preço: R$ 35.490 pela versão S, com air bags dianteiros de série, mas sem ar-condicionado, falha que a versão SV sana por R$ 39.990. Topo de linha, a SL traz a mais ABS, rodas de liga leve e faróis de neblina. Por R$ 42.990, menos do que cobra a concorrência.

tabela