Usado

Por Raphael Panaro // Fotos: Diogo Dias

Você já viu que, atualmente, o caminho mais rápido (e lucrativo) para conseguir vender seu usado é levá-lo em lojas multimarcas. Mas antes disso, você precisa prepará-lo. Confira oito cuidados para que seu carro fique mais apresentável, e que você consiga maior valor de revenda.

HISTÓRICO
Importantíssimo ter um relatório com tudo que já foi feito no veículo (revisões, batidas recalls, consertos, se você é o único dono, etc). A demonstração de que você sempre foi cuidadoso com o automóvel pode agregar, em média, 10% de valor, dizem especialistas

POLIMENTO/CRISTALIZAÇÃO
Aqui, uma ressalva: nem sempre o valor gasto para fazer estes procedimentos é revertido proporcionalmente na avaliação. Vale o bom senso.

CARRO LIMPO
Uma lavagem especial é aconselhável em partes que são o cartão de visita, como cabine, vidros, faróis e rodas. Invista R$ 50. O retorno será bem maior.

ARRANHÕES/AMASSADOS
Leve seu veículo no estado em que ele se encontra. Um conserto ou uma pintura mal feita em oficinas pouco confiáveis faz o valor do carro despencar.



CHAVE RESERVA
Assim como o manual do proprietário, ter a chave reserva é uma prova de zelo e ajuda na hora da negociação. Se perdeu, providencie uma cópia.

MODIFICAÇÕES
Rebaixamento, alteração da potência do motor ou troca de rodas para tamanhos maiores do que os recomendados no manual do carro desvalorizam (e muito) o veículo. Em alguns casos, vale a pena deixá-lo original de novo.

DOCUMENTAÇÃO
É importante o carro estar sem pendências de multas e tributos. Todos os documentos em dia e, eventualmente, o IPVA quitado.

FOTOS
Vai anunciar na internet? Faça ao menos três imagens (dianteira que mostre um pouco da lateral, traseira e toda a lateral). Quanto mais ângulos, melhor. A luz do sol das cinco da tarde irá valorizar sua foto, e seu carro.