Pane seca

Foto: Divulgação

Você é daqueles que costuma andar de carro só com cheiro de combustível? Se sim, não faça mais isso. Você pode estar pondo em risco o automóvel e a integridade física de quem está lá dentro. Veja as dicas de Daniel Lovizaro, gerente de Assistência, Serviços e Treinamento Técnico automotivo da Bosch, e encha o tanque!

RISCO MÁXIMO

O principal risco da pane seca é que o veículo pare de funcionar de forma imediata, podendo ocasionar acidentes graves no trânsito.

BOMBA

Há o risco de redução da vida útil da bomba elétrica de combustível, cuja função é levar o que está no tanque para o sistema de alimentação do motor. Isto porque este componente é elétrico e refrigerado pelo próprio combustível. Assim, com o tanque sempre na reserva, a capacidade de refrigeração fica reduzida, aumentando a temperatura de trabalho do sistema.

SUJEIRA

Com o tanque sempre vazio também pode ocorrer o acúmulo de sujeira dentro da peça. As impurezas aspiradas pela bomba podem gerar saturação do pré-filtro, que é um componente que se localiza dentro do tanque, junto à bomba, o que ainda irá influenciar na vida útil da peça.

MAIS PROBLEMAS

Danos adicionais ao sistema de injeção, tais como saturação do filtro de combustível e entupimento das válvulas de injeção, serão facilmente percebidos por você com a provável perda de potência ou falha no funcionamento do veículo. Em casos mais extremos – como entupimento total do sistema – ocorre a parada do motor, mesmo havendo combustível no tanque.

SEM REPARO

Não existe reparo de bomba de combustível. O recomendado é fazer a substituição do componente. O valor de uma bomba varia conforme o modelo
do veículo.

MULTA

A falta de combustível no veículo é considerada infração de trânsito por conta da obrigação legal do condutor em verificar se existe ou não combustível suficiente para chegar ao local de destino, antes de colocar o veículo em circulação. São 4 pontos na CNH e multa de R$ 85,13.