Lexus aposta em câmbio de dez marchas

Transmissão inovadora equipa o cupê LC 500, apresentado em Detroit

Por Raphael Panaro // Fotos: Divulgação

Dez. Para os carnavalescos a nota da excelência. Para os estudantes, o auge do desempenho. Para a Lexus, o número de marchas para a transmissão automática de um carro. Fornecida pela japonesa Aisin, o sistema equipa o cupê LC 500, apresentado recentemente no Salão de Detroit, nos Estados Unidos. A Honda também lançou sua caixa de dez marchas em novembro, no Japão. Mas o que esse câmbio tem de tão especial?

10 > 2

Bom, para começar, a transmissão é mais leve que muitas de oito marchas atuais. O peso menor se deve às engrenagens de alumínio tratadas termicamente e ao conversor de torque mais esbelto. Segundo a Lexus, o câmbio faz trocas mais rápidas que as atuais transmissões de dupla embreagem (tidas, hoje, como as melhores). São apenas 0,23 segundo entre uma e outra. Ainda na teoria, a transmissão é a responsável em transferir para as rodas traseiras todos os 467 cv de força do LC 500. São 4,5 s para chegar aos 100 km/h.

VERSATILIDADE

Segundo a fabricante, com 10 marchas a caixa tem menor espaçamento entre as relações, o que permite adequação melhor a diferentes conduções: de quem pisa leve no acelerador até aos que gostam da tocada esportiva. A transmissão ainda traz novo sistema elétrico com software que ajuda a antecipar os movimentos do motorista por meio do monitoramento de aceleração, frenagem e forças G.

Compartilhe esse conteúdo



Comentários