Segredo: Os detalhes do Aircross renovado

Com lançamento marcado para o fim do ano, modelo vai contar com versões sem estepe na traseira. E quem dança é o C3 Picasso

Por Henrique Rodriguez // Fotos: Diogo Dias // Projeção: João Kleber Amaral

Ostentar o celular na cintura era moda quando o aparelho era artigo de luxo. Hoje, isso não faz qualquer sentido. O estepe pendurado na traseira dos carros aventureiros nunca fez sentido ou foi prático, e agora começa a sair da moda.

No Citroën Aircross 2016, por exemplo, a roda sobressalente pendurada na traseira só será conservada na versão mais cara. Nas demais, o design aventureiro será mantido, com direito à moldura nas caixas de roda, rack no teto e para-choques parrudos.

Quem dança nessa história é o C3 Picasso, o mesmo carro, mas com pegada mais familiar. Ele será substituído pelas versões mais em conta do Aircross, sem o estepe à mostra. Na prática, dá no mesmo.

As duas configurações do novo Citroën Aircross foram flagradas por nosso espião Diogo Dias com camuflagem bastante carregada. Mas a projeção do designer João Kleber Amaral mostra as mudanças no desenho da minivan, que chega no fim do ano.


ELABORADO

Todas as mudanças parecem ter sido feitas para deixa-lo com aspecto futurista. Na frente, o layout dos faróis muda para um mais elaborado e logo abaixo deles estão as luzes diurnas de leds, já empregados no C3. Com isso, as lanternas de neblina foram deslocadas para baixo e ficam em meio a uma nova tomada de ar.

Na traseira, as alterações serão mais tímidas. As atuais (grandes) lanternas de neblina diminuem de tamanho e passam a ocupar a parte inferior do para-choque. Já a localização da placa segue deslocada para a direita nos modelos sem a roda sobressalente pendurada na tampa.

Na cabine, pequenas alterações serão realizadas no painel. As saídas de ar-condicionado deixam de ser redondas, ganham formato quadrado com bordas arredondadas. Já a central multimídia sai do topo do painel, passa para o meio do console e ganha tela de 7’’ polegadas sensível ao toque. A interface Apple CarPlay estará entre as novas funções. O quadro de instrumentos será o mesmo, com três arcos, mas com novo grafismo.


MAIS DO MESMO

A expectativa era que o Citroën Aircross fosse o primeiro carro da PSA a combinar o motor 1.6 VTi flex de 122 cv com o câmbio automático de seis marchas. Mas não será bem assim.

A fabricante até testa essa combinação. Mas o modelo será lançado com a velha caixa de quatro marchas como opcional. A nova transmissão deverá ficar para a linha 2017, segundo fontes da fábrica. As configurações mais baratas mantêm o câmbio manual de cinco marchas.


Compartilhe esse conteúdo



Comentários