Flagra! Mercedes já testa picape Classe X na Argentina

Inédito modelo também será produzido no país vizinho a partir de 2018

Por Carlos Cristófalo // Fotos: JeremiasO e Raphael Panaro

A picape da Mercedes já está na Argentina. Chamado de Classe X, o modelo será feito no país vizinho a partir de 2018, mas uma primeira unidade de testes já desembarcou no último fim de semana no Aeroporto Internacional de Buenos Aires. As fotos acima foram tiradas por JeremiasO, espião de nossos Hermanos de Argentina Autoblog, no terminal de cargas do aeroporto. 

Como a camuflagem escancara, trata-se da versão final da picape, que até agora só teve um protótipo apresentado no final do ano passado. Apesar de a Classe X compartilhar plataforma e componentes com a nova geração da Nissan Frontier e a também inédita Renault Alaskan, cada marca teve liberdade para trabalhar livremente no seu próprio design. A apresentação ao público da versão de produção deve ficar para o Salão de Frankfurt, em setembro.

ALEMANHA, JAPÃO E FRANÇA


Considerada a primeira picape de luxo da história, ela será produzida na fábrica de Santa Isabel a partir de 2018, através de uma parceria firmada entre os alemães, os japoneses e os franceses. Fruto de um investimento de US$ 600 milhões, o novo complexo dentro da fábrica ficará nas mãos da Nissan e começou a ser construído na semana passada. Além da fábrica hermana, responsável por abastecer a América Latina, a picape será produzida na Espanha.

A versão topo de linha terá motor V6 3.0 turbodiesel de 258 cv – já usado em outros modelos da marca, como o GLE 350d –, que trabalha em conjunto com câmbio automático de sete marchas e tração integral 4Matic. Além do V6 haverá dois motores de quatro cilindros emprestados da Nissan: o 2.3 turbodiesel de 190 cv e um a gasolina, que não será oferecido na nossa região. Espere também por versões com câmbio manual de seis marchas e opção de tração traseira. Em um primeiro momento a Classe X será oferecida apenas com cabine dupla. No futuro a marca irá discutir se vale a pena oferecer cabine simples.

A inédita picape terá como principais mercados o Brasil, Argentina, África do Sul, Austrália e Europa. Por ora os Estados Unidos estão fora do jogo – segundo a Mercedes, com porte médio e capacidade para carregar em torno de uma tonelada, a Classe X não conseguiria tomar mercado das picapes “full-size”, queridinhas dos americanos.

Compartilhe esse conteúdo



Comentários