Volta Relâmpago VIII: 18 máquinas na pista

Levamos todos ao autódromo mais desafiador dos EUA para responder a pergunta chave sobre qualquer esportivo: como ele anda?

Por Equipe C/D // Fotos: Marc Urbano

Quase uma década se passou. Já faz oito anos desde que publicamos a primeira Volta Relâmpago – e dez anos que a C/D americana organiza a fritura de pneus (lembre-se: a C/D Brasil só começou a circular em 2007). Oito anos que nos empenhamos para criar uma resposta ao benchmark de Nürburgring Nordschleife, pista em que os fabricantes dão tudo pela supremacia dos tempos de volta. É possível que os 6,6 km do Grand West Course do Virginia International Raceway (ou apenas VIR) um dia seja desbancado de seu posto de circuito mais longo dos EUA, sendo um pouco menor que Spa-Francorchamps, na Bélgica. Mas viemos para ficar. Os dados gerados por 201 carros é o melhor tipo de ancoragem, uma longa tabela comparativa de resultados que nos mantêm ligados a esta pista enquanto você estiver interessado em saber quão rápido os carros mais rápidos podem ir.

A seleção de 2016 tem forte semelhança com a de novembro de 2006, primeiro ano que a C/D americana organizou o Volta Relâmpago (ou VR). Tínhamos um Shelby GT500 na época e temos o novo Shelby GT350R agora. Tínhamos o Chevrolet Corvette e o Z06 naquele ano, e temos o recém-lançado Corvette Grand Sport neste. Também tínhamos um BMW M6, um Dodge Charger SRT8, um Viper SRT10 e um Porsche Cayman S; neste ano temos o M2 e o M4 GTS, um Charger SRT Hellcat e o novo Viper ACR e um Cayman GT4. Estes carros podem estar ficando mais rápidos – o mais rápido deles em 2006 fez 3:00,7; neste ano foi 2:44,2 – mas as marcas que investem em desempenho têm consistência impressionante, porque as pessoas encarregadas deles sabem que 90% do processo de estabelecer um legado é apenas aparecer e ser visto.

Os 18 carros deste ano incluem modelos especiais de pista (que não se enquadram nas categorias VR1 a VR5) e o Tesla Model S P85D. Nossa típica divisão de categorias vai da VR1, para carros que custam menos de US$ 35.000, até a VR5, de carros que custam mais de US$ 245.000 a preços nos EUA. Todos os preços que você vê aqui incluem opcionais de desempenho, como freios de carbono-cerâmica, componentes de peso reduzido, pneus de alto desempenho e até bancos com mais apoio.

Neste ano melhoramos nossa apresentação listando os carros pela ordem dos tempos na pista independentemente da categoria. Foi uma forma de criar uma progressão lógica para a história, do mais lento para o mais rápido. Apesar disso nossa jornada de três dias quentes e secos, saiu como planejada, com apenas algumas derrapadas inofensivas e pequenas passagens pela grama. Cada carro recebeu equipamento de aferição VBOX. E nós seguimos nossos instintos (e conselhos dos engenheiros presentes em alguns casos) para fazer as voltas mais rápidas possíveis. Como sempre, as manhãs foram o melhor período, quando a pista fria e o ar fresco e denso fazem sua mágica da aderência e potência. Mesmo assim nossa experiência prova que cada minuto dos três dias é necessário para obter os melhores tempos de volta e nossas impressões sobre cada carro. Aqui estão eles. 


 

Quer conferir o resto da oitava edição da Volta Relâmpago? Então, basta correr comprar a edição 106 de Car and Driver sem precisar sair de casa → http://bit.ly/2hhQE3W

Compartilhe esse conteúdo



Comentários