Saiba como nasce a chave do seu carro

Conversamos com designers de Koenigsegg, Audi, Aston Martin, Bentley e VW para saber como se dá a gestação da peça que liga você ao carro

Fotos: Divulgação | Texto: Marcelo Moura

Você pode até achar que a chave do seu carro é um pedaço de plástico com migalhas tecnológicas. Errado. Cada fabricante, seja ela grande ou pequena, conta com uma equipe de designers que por meses trabalha para que a chave vá além da sua função prática. Nas marcas de luxo, o refino faz o objetivo ser ainda mais nítido: transformar a chave no símbolo da marca no seu bolso. Mostrar que você chegou lá.

O PAI DA CHAVE

Na Aston Martin, todas as chaves tem 50 milímetros e são revestidas com cristais

A responsabilidade por criar a chave é sempre do time de design de interior, que age ligado aos demais membros da equipe de design. O tamanho do time varia de acordo com a marca. Na Bentley, por exemplo, são 11 pessoas só para cuidar de detalhes da cabine.

OBJETIVO

 

Na Bentley, a principal função da chave é ser prática e funcional. A Aston Martin discorda. “Beleza é essencial para nós. Você pode bater o olho na chave e não enxergar o logo. Mas mesmo assim vai saber que é uma chave da Aston Martin”, explica Marek Reichman, chefe de design da empresa inglesa. Nem todos concordam que o ideal é aliar esses dois itens à sofisticação. “O objetivo é fazer com que o cliente tenha a certeza de que a chave foi pensada em conjunto com o restante do carro”, afirma a equipe de design da Audi.

GESTAÇÃO

A finada Spyker tinha o lema da marca em latim encravado na peça

O desenvolvimento é parecido com o de um carro e envolve pesquisa, esboços, protótipos e a necessidade do ok da Engenharia. “O processo demora, em média, sete meses para ficar pronto”, conta Luiz Alberto Veiga, ex-diretor de design da Volkswagen do Brasil. Na Koenigsegg, por exemplo, tudo dura quatro meses, graças à menor escala de produção. Já na Aston Martin, uma empresa terceirizada, especialista em joias, é quem faz o serviço.

HARMONIA

O Pagani Huayra tem uma chave que repete sua sensacional silhueta

A relação entre a peça e o carro fica mais forte em marcas de luxo, nas quais a sofisticação e a exclusividade são essenciais. As da Koenigsegg são talhadas sempre com o formato do logo da marca. O Pagani Huayra, o Porsche Panamera e o Tesla Model S têm chaves que reproduzem a silhueta do carro.

MATERIAIS

Na Koenigsegg as chaves são feitas de prata, ouro ou titânio

Há uma ordem básica: usar materiais robustos, pois a chave precisa ser essencialmente durável, já que quase sempre está no bolso ou exposta a outros elementos. Uma tática comum para aumentar a sensação de qualidade é misturar materiais como alumínio e fibra de vidro. Mas ninguém chega perto da excentricidade da Koenigsegg: os suecos usam prata 925 (liga metálica com 92,5% de prata pura) como padrão em suas chaves (que ainda podem ser de ouro ou titânio).

FUTURO


BMW i8 provou que não precisamos temer o futuro - inclusive na chave. Feita de alumínio e vidro, ela tem uma tela de 2,2 polegadas que indica nível do combustível e das baterias. Você pode também arrastar seu dedo como num smartphone e acessar informações secundárias do esportivo, como abertura das portas e vidros.

Compartilhe esse conteúdo



Comentários