Especial: Qual o limite do 0 a 100 km/h?

Fabricantes não medem esforços para ultrapassar barreiras e baixar a marca de 2 s na aceleração de 0 a 100 km/h

Os pontos cinza do gráfico são os tempos de 0 a 100 km/h de todos os carros testados pela Car and Driver americana ao longo de sua história. Os pontos vazados são a evolução do recorde do 0 a 100 km/h, enquanto a linha azul é a média da aceleração a cada ano.

Por Mário Venditti // Fotos: Divulgação

É uma explosão. Quando é dado o tiro de largada, as fibras brancas com pouco oxigênio da musculatura de Usain Bolt entram numa espécie de erupção interna e fazem o jamaicano disparar como um guepardo nos 100 metros rasos. Bolt detém o recorde mundial da prova há seis anos (9,58 segundos) e ninguém parece capaz de detê-lo.

No mundo dos automóveis, a luta contra o tempo é parecida.  As fabricantes vão além de seus limites para ganhar milionésimos de segundo na aceleração de 0 a 100 km/h de seus superesportivos. A meta é baixar os 2,2 segundos do  Porsche 918 Spyder. Esse tempo pode ficar aquém de 2 s? Segundo algumas fabricantes, pode. Conversamos com representantes de quatro delas para saber como cada uma trabalha para atingir a meta. Abaixo, você confere o resultado.

Frank Wiesmann

Gerente da divisão Sports Cars da Porsche North America


“Aceleração é uma combinação de controle de tração, potência e engrenagens. O tempo de 0 a 100 km/h é, na verdade, um subproduto do esforço abrangente de engenharia da Porsche, focada em alto desempenho. Em geral, não apenas para a aceleração linear, mas também para frenagem e estabilidade.

Hannes Danielsson

Assistente de marketing da Koenigsegg


“Aderência e downforce são dois importantes fatores na aceleração. Só a força bruta não baixa o tempo, porque ela apenas irá girar as rodas do carro, sem a aderência necessária. Estou certo que os carros estão perto de acelerar de 0 a 100 km/h em menos de 2 segundos.

Paul Williams

Chefe de powertrain da Bentley


“Os avanços da aceleração estão ligados a motor, transmissão, controle eletrônico e tecnologia na construção de pneus. A Bentley busca aprimorar cada um desses elementos para ganhar milésimos de segundo. Os nossos motores turbo respondem de imediato, alcançando picos de torque de forma rápida. A transmissão automática ZF de última geração pode lidar com as altas cargas de torque, ajudando a reduzir os tempos. Nosso sistema de controle de tração avançado entrega a melhor aceleração possível. Com todo esse esforço, a marca inferior a 2 s está próxima

Dave Eden

PR Global da McLaren


“O 675LT (foto) é um exemplo de como a McLaren está visando o desempenho. Ele é equipado com um sistema de entrega de torque controlado para garantir aceleração e tração eficientes. O torque de 61,1 mkgf  está disponível em primeira marcha, subindo para a 71,3 mkgf entre 5.500 e 6.500 rpm. A McLaren também trabalha com a Pirelli para ter pneus com altíssimos níveis de desempenho em curvas e aceleração.”

RECORDE VIRTUAL


Verdade não conseguem fazer de 0 a 100 km/h em menos de 2 s, ao menos no mundo virtual isso já foi alcançado. O dono da proeza é o Peugeot Vision Gran Turismo, uma atração para quem curte jogar o GT6, exclusividade do PlayStation 3. Com 875 cv, a supermáquina chega a 100 km/h em mísero 1,73 segundo.

Criado a pedido de Kazunori Yamauchi, responsável pelo simulador de corridas, o Peugeot tem motor central 3.2 V6, câmbio manual de seis marchas e poderá mostrar seu desempenho em 40 circuitos com 107 traçados diferentes.


Compartilhe esse conteúdo



Comentários