Ex-piloto cria sistema de escape para o Lamborghini Aventador SV

Graças a Valentino Balboni, o som do Aventador SV nunca mais será o mesmo

Por Raphael Panaro // Fotos: Divulgação

Valentino Balboni consegue ficar longe da Lamborghini. Foram 40 anos de serviços prestados e 80% dos carros fabricados nessa época testados por ele. O ex-piloto de testes e desenvolvimento da Lambo, aposentado em 2008, agora tem marca própria de acessórios para os carros da... Lamborghini!

A primeira peça da grife VB é um sistema de escape para o mais insano dos Aventador, o Super Veloce. Feito de titânio, o item pesa apenas 6,3 kg e, segundo a VB, serão feitos apenas 30 unidades. Isso porque cada uma delas demanda cerca de 350 horas para ser fabricada em  Sant'Agata Bolognese, cidade italiana sede da Lambo – e agora também da VB. O escape tem a missão de deixar a sinfonia do V12 6.5 de 750 cv (ainda) mais estrepitosa. Só os detalhes sobre eventual ganho de potência e o preço não foram anunciados.

NA GARANTIA

A peça tem os mesmos pontos de fixação do sistema de escapamento original do Aventador Super Veloce

SONHO DE CRIANÇA

Quando era garoto, Balboni admirava as carrocerias de Miura chegando à fábrica. Fez amizade com um funcionário e com o porteiro. E mais tarde seria contrato pelo próprio Ferruccio Lamborghini

RESPEITO EM FORMA DE CARRO


Em 2009 a Lamborghini prestou homenagem a Balboni com tiragem limitada do hoje finado Gallardo. A LP 550-2 Valentino Balboni teve apenas 250 unidades produzidas. Todas com os gostos de dirigibilidade do piloto de testes. O motor V10, que produzia 560 cv na versão padrão da época, teve sua potência aliviada em 10 cv. Em compensação,  a pedido de Valentino, a força era enviada apenas para as rodas traseiras e não distribuídas entre os dois eixos. O 0 a 100 km/h leva 3,9 s e a máxima, 320 km/h.

Compartilhe esse conteúdo



Comentários