Questão familiar: Audi Q3 encara Hyundai New Tucson

O SUV da Audi levou a melhor em todos os últimos comparativos. E agora enfrenta um novo e preparado rival. Quem leva?

Fotos: Bruno Guerreiro | Texto: Luiz Guerrero

O Audi Q3 na configuração básica Attraction foi o vencedor do nosso último grande comparativo entre SUVs, em novembro do ano passado (C/D 107): enfrentou Kia Sportage, VW Tiguan e o então recém-lançado Jeep Compass Longitude 2.0 e superou todos os concorrentes. Agora, o Q3 na mesma configuração básica parte para novo confronto: dessa vez, o desafiante é o Hyundai New Tucson também na versão básica GL. Ambos são montados no Brasil e disputam o mesmo público. Veja abaixo qual o melhor SUV para sua família. E para seu bolso.

2º - Audi Q3 Attaction 1.4

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

O Audi Q3 é uma excelente escolha. Tem mecânica impecável, a qualidade de construção e de materiais de acabamento é evidente, fora o inegável status que o modelo empresta ao dono. Mas no concorrido segmento dos SUVs na faixa dos R$ 140 mil, o Q3 não é a melhor escolha, condição que passa a ser assumida pelo Hyundai New Tucson. O New Tucson, vale lembrar, não tomou parte do comparativo no qual o Audi se destacou, porque não tinha sido lançado naquela ocasião.

O Q3 perde o posto de melhor SUV nesta faixa de preço para o modelo de origem sul-coreana por algumas razões pontuais. Uma delas é que o modelo começa a entrar no fim do seu primeiro ciclo de vida: a segunda geração, já flagrada na Europa, chega em 2018, maior e com desenho atualizado. Mas, como se verá, há outros motivos que nos levam a concluir que o New Tucson é mais negócio.

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

MILHAGEM

Lançado em 2011, o Q3 chegou no ano seguinte ao Brasil e desde 2016 é montado em São José dos Pinhais (PR), em uma complexa operação logística. A carroceria vem pintada de Barcelona, Espanha, a transmissão STronic chega de Kassel, na Alemanha, e o motor 1.4 flex é fornecido pela fábrica de motores da VW em São Carlos, São Paulo.

Embora a operação pareça contradizer a fama de racionalidade dos alemães, há uma razão para que a carroceria venha pronta da Espanha: a linha de pintura do Paraná não é adequada para receber o Q3. É que a fábrica foi ajustada para operar com modelos erguidos sobre a base modular MQB (no caso, Golf e Audi A3 Sedan) e o Q3 ainda recebe a plataforma PQ35, base que se tornou obsoleta com a introdução da MQB, mais leve e rígida. Só em 2018 o Q3 ganhará a nova base.

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

Ganhará, igualmente, maior refinamento dinâmico e espaço interno mais amplo. Motorista e carona se acomodam bem, mas sair do banco traseiro do Q3 para o do New Tucson é como trocar os sapatos dois números apertados por um confortável par de tênis. Com os bancos dianteiros em posição normal para dois adultos de até 1,73 m, restam 20 cm de espaço para os joelhos de quem viaja atrás no Audi; no New Tucson, há 10 cm a mais de espaço, além de o túnel central ser mais baixo. O espaço para a cabeça dos passageiros do banco traseiro também é 9 cm mais generoso no New Tucson. E o porta-malas do Hyundai, com 53 litros a mais que o do Q3, pode acomodar uma mala média extra.

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

A Audi nos cedeu a versão Ambiente, mais cara, do Q3 por não dispor da básica Attraction para o comparativo. Basicamente o que muda são as rodas 18" (na básica são 17") e a oferta de opcionais, limitada à pintura metálica, de R$ 2 mil, na Attraction. A mecânica e o nível de acabamento são equivalentes nas duas versões. O New Tucson GL não tem opcionais. E, se conta com plástico de acabamento mais rígido que o do Audi, oferece a mais o controle elétrico para o banco do passageiro, o ar-condicionado digital com duas zonas com saída para o banco traseiro e o assistente de partida em rampa. O multimídia do New Tucson também tem mais recursos que o MMI do Q3.

Mas é no bolso que o New Tucson abre vantagem sobre o Q3. O dono do Audi gasta R$ 2.270,12 a mais no pacote de peças de maior reposição e, nas revisões até 60 mil quilômetros, o gasto com o Q3 é R$ 5.426 maior. Fora a diferença de R$ 4.290 no preço de tabela. Se o seu negócio é status, há opções mais em conta.

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

1º - Hyundai New Tucson 1.6 GL

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

O New Tucson superou o Q3 em espaço, oferta de equipamentos e em custo-benefício. Apenas isso bastaria para que o Hyundai garantisse a vitória neste comparativo. Mas a terceira geração do Tucson também se destaca no conjunto mecânico e se impõem pelo design.

O New Tucson é fabricado em Anápolis (GO) no complexo da Hyundai-Caoa. Por enquanto, só oferece a opção do motor a gasolina para o 1.6 T-GDI. O 1.4 TFSI do Q3 consome gasolina ou etanol, mas sem alterar os valores de potência ou torque. Com etanol, seu funcionamento é um pouco mais áspero que o do New Tucson. Em marcha lenta, você mal se dá conta que o motor do New Tucson está ligado. O do Audi produz 5 decibéis a mais com o câmbio em neutro.

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

Ambos são equipados com motor turbo acionado por botão de partida, com comando variável, 16 válvulas e injeção direta. O 1.4 do Q3 tem 152 cv a partir de 5.500 rpm; o 1.6 do New Tucson gera 177 cv, também a 5.500 rpm. A diferença de 25 cv a favor do Hyundai acaba compensando os 138 kg extras do carro e resulta em relação peso-potência mais favorável ao SUV de origem sul-coreana.

Repare na tabela publicada nas páginas seguintes, que nos testes de desempenho New Tucson e Q3 andam praticamente juntos até os 100 km/h. A partir daí, o New Tucson começa a levar vantagem, a ponto de colocar quase 2 s sobre o Audi no 0 a 160 km/h. Nas retomadas, o SUV da Hyundai supera o da Audi nas provas de 80 a 120 km/h e de 100 a 120 km/h. Nos primeiros 400 m, o New Tucson abre 0,8 s, diferença que cai para 0,2 s na linha dos 1.000 m. As medições foram feitas com a transmissão dos SUVs em D.

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

CINCO CONTRA DOIS

A maior capacidade cúbica do motor do New Tucson, aliada à transmissão de sete marchas com dupla embreagem e possibilidade de trocas sequenciais, explica em grande medida a vantagem do modelo nas provas que exigem mais fôlego do motor. O câmbio de dupla embreagem e seis marchas do Q3 é igualmente eficiente e rápido. Mas, com uma marcha a mais para trabalhar, a Hyundai conseguiu adequar melhor as relações do câmbio. Isso também se reflete em um rodar mais confortável do New Tucson e em menor consumo na estrada.

Ambos contam com a mesma configuração de suspensão, independente nas quatro rodas com sistema de braços múltiplos na traseira. A do Audi é mais firme, enquanto a do New Tucson consegue conciliar com mais eficiência o equilíbrio entre conforto e esportividade.

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

Em ergonomia e em recursos multimídia, ambos servem muito bem seus compradores, mas só o New Tucson oferece conexão com Android Auto e Apple Car Play na tela de 7" integrada ao painel – o Q3 adota o sistema de tela rebatível manualmente no alto do painel.

Em design, o Q3 ainda é atual, mas já demonstra que precisa de renovação, o que acontecerá na próxima geração daqui a alguns meses. De safra mais recente, o New Tucson agrada mais no conjunto. Ambos adotam a generosa grade dianteira como característica, mas a porção traseira do Hyundai é mais bem resolvida.

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

Na soma geral, o New Tucson é melhor que o Q3. Mas para ratificar a vitória neste duelo, há outro argumento. A Audi se orgulha, com justificada razão, da precisão da engenharia alemã, mas oferece dois anos de garantia para o Q3. O New Tucson, que conta com a mesma excelência mecânica, sai de fábrica com cinco anos de garantia. Não há o que discutir

Audi Q3 x Hyundai New Tucson

[Clique para ampliar]

Compartilhe esse conteúdo



Comentários