fechar X

Por João Anacleto // Fotos: Divulgação

A Volvo precisou mexer pouco no V40 para ele entrar em 2017 com pompa e circunstância. Um pequeno ajuste na grade frontal, novas cores e um toque de tecnologia nos faróis bastaram. Agora ele carrega a assinatura que identifica a marca nas lentes dianteiras. Dois filetes de LEDs representam o mitológico Mjölnir, o martelo de Thor, deus pagão da cultura nórdica.

De resto tudo continua atual, mesmo em um projeto de quatro anos. E a versão R-Design é a topo da pirâmide. Vem com o motor Drive-E 2.0 capaz de gerar 245 cv e colocá-lo no mesmo pedestal em que está o VW Golf GTi.  Ainda que seus 37,5 mkgf de torque despertem de rasas 1.500 rpm, o V40 é avesso a estardalhaço e solavancos desnecessários. Ele vai de 0 a 100 km/h em 6,3 s e você pode curtir a missão bebericando goles de vodca sueca no banco do passageiro sem derramar uma gota.

Volvo V40

As 8 marchas marchas do câmbio Geartronic se encaixam com fineza e precisão. Sua suspensão esportiva em nada lembra o desconforto de outros carros da mesma classe. Tal garbo também se faz presente no refinamento dos materiais de acbamento interno. A Volvo consegue aliar como poucas a esportividade de bancos anatômicos e uma direção direta com o conforto que você encontraria em sedãs médios.

O problema é que a falta de marteladas rudes em um esportivo pode frustar pensa na sigla R-Design imaginando encontrar um carro irritado e irritante. Este V40 é para apreciadores de velocidade, sem sofrimento. E os R$ 166.900 cobrados por um hatch médio comprovam a tese.

Volvo V40

Leia também
Comente!*