fechar X
Assine

Fotos: Divulgação

Olhe bem para as fotos acima. Você toparia pagar US$ 930 mil por um carro nessas condições? Foi esse o valor alcançado pelo protótipo Aston Martin DB2 1949 no tradicional leilão da Bonhams no Festival de Velocidade de Goodwood, durante o último final de semana.

O carro leiloado foi um dos três protótipos criados exclusivamente para correr nas 24 Horas de Le Mans de 1949 – um ano antes do início da produção oficial do modelo. Com os ingleses Arthur Jones e Nick Haines ao volante, alcançou o sétimo lugar geral na lendária prova.  Após brilhar em Le Mans, o DB2 – registado como UMC 65 – teve resultados positivos em outras provas famosas, como um quinto lugar nas 24 Horas de Spa do mesmo ano.

Comprado por um colecionador em 1965, sua última aparição nas pistas foi em uma demonstração nas 24 Horas de Le Mans 1971. Após isso, a trajetória do DB2 fica nebulosa. Com a falência de seu dono, sabe-se que o protótipo ficou “abandonado” em um jardim à espera de uma restauração que nunca virou realidade.

O carro foi roubado em 2002 e recuperado apenas há algumas semanas após ressurgir em outro leilão de menor porte. Como o antigo dono havia morrido em 2003, os herdeiros decidiram leiloar o carro – e nada melhor do que o evento em Goodwood para arrecadar a maior quantia possível.

De acordo com a Aston Martin, uma restauração completa custaria algo em torno de US$ 800 mil. Resta saber se a marca vai bancar a reforma de uma de suas maiores relíquias das pistas ou se o novo dono  terá que desembolsar quase o valor pago pelo carro.

Leia também
Comente!*