Avaliação: Tesla Model X P90D

O Model X é muito mais que suas portas estúpidas. Mas ele será sempre conhecido como o Tesla com portas estúpidas

Por Tony Quiroga // Fotos: Charlie Magee

A gente esperava que Doc, Marty e Elon Musk saíssem do Tesla Model X quando as portas asas de falcão se abrissem ativadas por dois toques sucessivos na lateral da chave. As portas traseiras se abrem com um clique alto, e então os motores elétricos assoviam enquanto as portas começam sua lenta ascenção. Este é o grande truque do Model X, e uma ligação duvidosa com o DeLorean.

Estas não são meras portas asa-de-gaivota; são muito mais complexas. Movidas eletricamente, são equipadas com sensores capacitivos, indutivos e sonares por trás da pele de alumínio para impedir que elas batam na sua cabeça ou no teto da garagem, e são articuladas logo acima das janelas para automaticamente se afastar de carros estacionados e obstáculos. Devem ser as portas mais inteligentes já instaladas em um carro. Mas quem quer portas complicadas? A maioria das pessoas quer apenas portas que se abrem de forma fácil e rápida, e proporcione uma abertura ampla. Quando abertas, as portas Falcon Wing proporcionam grande abertura, mas ainda podem acertar sua cabeça com a borda inferior.

E ainda há o tempo de espera. As portas Falcon Wing levam 5,5 s para abrir, 6 s para fechar e os sensores vez ou outra interrompem o progresso, mesmo quando não há nenhum obstáculo. Por mais inteligentes que sejam, no fim das contas até mesmo portas conscientes com localização por eco são estúpidas. E mesmo assim a parte mais estúpida do Modelo X é a primeira que você irá exibir.


FILHOTE BASTARDO

O restante do Model X não é estúpido, longe disso. O terceiro ato da Tesla, depois do Roadster e do Modelo S, é um SUV totalmente elétrico com três fileiras de bancos. Construído junto com o Modelo S em Fremont, na Califórnia, o X compartilha muitos componentes com o hatch, incluindo partes significativas do chassi e da estrutura de alumínio, além dos motores e do conjunto de baterias. O SUV da Tesla pode até parecer um filho bastardo do BMW Série 5 GT com o Modelo S, mas ao menos suas formas não ofendem o vento. O coeficiente aerodinâmico é de baixíssimo 0,24.

Testamos um X P90D, o que significa que ele tem a maior bateria da Tesla, um conjunto de 90 kWh que proporciona autonomia declarada de 400 km. No tempo que ficamos com o Modelo X, seu computador de bordo informou que usamos 107 kWh ao longo de 396 km, o que equivale a 32,7 km/l.


PRÓSTATA

Como o Modelo S, o X não vai passar vergonha em uma arrancada contra um supercarro. Um motor elétrico em cada eixo fornece tração nas quatro rodas. Em seu potencial máximo os motores produzem 772 cv, mas a aritmética não é assim simples. A força enviada para as rodas é limitada pela capacidade de as baterias transmitirem corrente, por isso a potêncai real combinada é 470 cv no P90D.

Por US$ 10.000 você pode comprar o opcional Ludicrous Speed (ao pé da letra, velocidade ridícula) que acrescenta mudança de software e o que a Tesla chama de fusível inteligente. Este fusível especial aumenta a saída da bateria de 1300 para 1500 amperes, e eleva a potência para 540 cv. Com ou sem o Ludicrous Speed, todos os 98,2 mkgf de torque estão disponívels ao primeiro toque do acelerador abaixo de 80 km/h. O torque de torcer o pescoço certamente dá a sensação de 700 cv. Ou de cair de um prédio alto.

Todos os modelos Tesla Performance, identificados pela letra P na frente do 90, têm controle de largada que impressionaria qualquer um abaixo do Coronel Stapp, o primeiro homem a investigar o limite de aceleração que o corpo humano pode suportar.

Para ativá-lo, selecione o modo Ludicrous Speed, segure o pedal de freio pressionado e rapidamente afunde e solte o acelerador. Se você fizer direito, a tela do computador de bordo mostrará a mensagem controle de largada ativado. Sem tirar o pé do freio volte ao acelerador com o pé direito e segure-o no fundo. Quando sentir os motores do Modelo X lutando contra os freios, libere o pedal. A aceleração é tão forte que causa um gemido embaraçoso, geralmente emitido apenas em exames de próstata.


 

Quer conferir o resto dessa avaliação? Então, basta correr para a banca mais próxima, ou se preferir, adquira a edição 105 de Car and Driver sem precisar sair de casa → http://bit.ly/2dMJb8D

Compartilhe esse conteúdo



Comentários