Aceleramos o tecnológico Audi A5 Sportback

Em sua segunda geração, Audi A5 flerta com a condução autônoma

Fotos: Divulgação | Texto: Raphael Panaro

Borussia x Schalke, Bayer x Merck e Adidas x Puma. A Alemanha é cheia de rivalidades gigantes. E a indústria automotiva é mais um exemplo. Audi, BMW e Mercedes-Benz não só disputam o número de veículos nas ruas, mas também a vanguarda tecnológica. Recentemente, BMW e Mercedes-Benz lançaram no Brasil o Série 5 e Classe E, respectivamente, com inéditas inteligências autônomas. A Audi responde rápido e traz ao País a nova geração do A5 Sportback. Com muita tecnologia e design arrebatador, o sedã tem preço inicial de R$ 189.990. Por esse valor você leva para casa a versão de entrada Attraction, com motor 2.0 TFSI de 190 cv. Mas o A5 Sportback pode chegar aos R$ 268.990 na Ambition Plus, com o mesmo 2.0 turbo, agora de 252 cv. E é justamente essa configuração que avaliamos.

O A5 impressiona logo de cara. É lindo de doer! Mistura formas com a dianteira agressiva, capô musculoso, protuberâncias pronunciadas sobre os arcos das rodas e faróis afilados e a grande grade singleframe. Atrás, o clássico caimento do teto e a tampa do porta-malas alongada que termina em um característico spoiler. A configuração topo de linha ainda adiciona o pacote estético S-Line, que deixa o carro mais esportivo com rodas de 19” e para-choques exclusivos. Tudo em uma impressionante harmonia.

Mas o sedã não é apenas um rostinho bonito. Para fazer frente aos concorrentes BMW Série 5 e Mercedes-Benz Class E, o cupê de quatro portas  entra na era autônoma e ajuda o condutor a dirigir. Com o Traffic Jam Assist acionado, basta confiar o A5 e deixar que ele siga o carro da frente até velocidades de 65 km/h quando o trânsito está congestionado. Como se fosse um controle de cruzeiro adaptativo aperfeiçoado, a tecnologia se encarrega de frear e acelerar o carro, e manter uma distância segura do veículo à frente no congestionamento.

Audi A5 Ambition Plus

NA FAIXA

Ele trabalha em conjunto com o Active Lane Assist, que quando ativado faz pequenas (e involuntárias) correções na direção para o sedã não invadir a outra faixa de rolagem e colidir com outro veículo. O sistema só funciona se os sensores e câmeras detectaram claramente a marcação no asfalto (a função ficará verde no painel). E, se você quiser mudar de faixa e não der a seta, o sistema imediatamente força uma resistência no volante e tenta impedir a manobra. Ou seja, lembre da seta. Todo o manuseio é feito por uma alavanca no lado esquerdo coluna de direção. Os comandos são bem simples e intuitivos. Vale lembrar que essa tecnologia não é igual a que você viu nas páginas anteriores na nova geração do A8. É preciso estar atento o tempo inteiro e pronto assumir o controle do carro a qualquer momento.

Quem não quiser entregar a alma do A5 à sensores, câmeras e o diabo a quatro da eletrônica (meu caso), não vai se arrepender. Uma leve pressão no pedal da direita e o 2.0 turbo de 252 cv responde prontamente tirando o sedã de 4,73 metros de comprimento da inércia com facilidade. Com tração integral e transmissão automatizada S-tronic, de duas embreagens e sete marchas, o A5 Ambition Plus precisa de 6 s para atingir os 100 km/h de segundo a Audi. O sedã, porém, é para ser guiado com calma e para desfrutar o seu conforto, principalmente na estrada, o modelo flana e o conforto predomina.

De acordo com a Audi, o vão para os ombros do motorista e passageiro dianteiro é 11 mm maior e o espaço para os joelhos dos passageiros traseiros cresceu 24 mm. Apesar das dimensões e dos 2,82 m de entre-eixos – 1,4 cm mais que antes –, a parte traseira acomoda apenas quatro ocupantes. Na verdade, o sedã tem capacidade para cinco passageiros, mas o túnel central bastante alto e as saídas do ar-condicionado traseiras impedem que a pessoa que viaje no meio tenha conforto. E o caimento do teto pode prejudicar os mais altos.

Se o A5 é a primeira investida da Audi em carros autônomos no Brasil. A rivalidade alemã tende a aumentar.

Audi A5 Ambition Plus

Compartilhe esse conteúdo



Comentários