Pit Stop: Fiat Punto T-Jet

Mesmo ameaçado por um novo rival, esportivo mantém preço exorbitante

Por Cauê Lira (texto e fotos, com divulgação)

Ele reinou por muito tempo como a investida mais barata ao seleto mundo dos esportivos nacionais. Mas isso está para mudar. Em setembro, o Renault Sandero RS estará entre nós, com seu motor 2.0 de 150 cv e design agressivo. Mesmo nesse cenário, o Fiat Punto T-Jet continua interessante?

O que impressiona de cara é o excelente acabamento e design ligado à esportividade. Rodas, saídas de escape, saias laterais e para-choque avantajado contribuem para sua postura de predador. Na cabine, o painel recebe revestimento macio ao toque, e  causa inveja em carros mais caros. Já a central multimídia não impressiona, mas é condizente com o segmento.

SUBLIMAÇÃO

FIAT PUNTO T-JET

  • + Design, motor, personalidade, direção

  • -  Preço inexplicável

  • Divertido, mas não se esforça para justificar o valor

Afundo o acelerador e tenho uma leve decepção: o arro grita com fervor, mas a saída é manca como um cavalo de três pernas. Porém, o T-Jet não está aqui para ser subestimado, pois abaixo do capô há um engenhoso motor 1.4 turbo de 152 cv. O ponteiro passa das 3.000 rpm, e o Punto, enfim, mostra que tem sangue quente. Rouco como um legítimo italiano, o torque cheio disponível apenas em altas rotações é sua principal falha. O caráter rebaixado e a suspensão mais rígida dão segurança e suavidade às curvas, mas passar pelos buracos lunares das ruas brasileiras pode se tornar um sofrimento.

TIRO CEGO

Até então, a história soa de forma poética: Um belo carro, com design arrojado e fôlego de sobra. O que poderia dar errado? Bem, caro leitor... Descobrir que o modelo testado custa inexplicáveis R$ 75.716 - partindo de R$ 68.150 - é como descobrir que a garota que você gosta tem namorado.

A grande trivialidade é que o Punto T-Jet não é o único esportivo que derrapa feio na sinuosa curva do preço. Ainda mais quando um oponente francês, tão disposto a tomar sua coroa, está se aproximando - e por R$ 58.880.

A versão testada integra teto-solar, retrovisor interno eletrocrômico, sensor crepuscular e sensor de chuva. Mas comprar o T-Jet hoje, à beira do lançamento do Sandero RS, é colocar o bolso e a satisfação em risco. 


Compartilhe esse conteúdo



Comentários